Método

ACeLLLerate Program

Autonomous Choice for LifeLong Learning

 

INTRODUÇÃO
O Programa IRON de desenvolvimento contínuo customizado é desenvolvido para servir ao empresário.

O exercício da função empresarial acontece quando qualquer pessoa atua modificando o presente para conseguir os seus objetivos no futuro. Em suma, empresa é sinônimo de ação e atitude empreendedora que consiste em continuamente tentar procurar, descobrir ou criar novos fins e meios ou basicamente em descobrir e avaliar as oportunidades de conseguir algum benefício ou lucro levando em conta as circunstâncias do seu meio ambiente, agindo de modo a aproveitá-las.

Quer dizer que nós, indivíduos, agimos sempre como empresários e que este termo não fica restrito apenas àqueles que são proprietários de uma empresa. Agimos desta forma tanto como produtores quanto como consumidores. Toda vez que se descobrem ou criam novos meios e/ou fins há uma modificação do conhecimento do empresário, que passa a possuir uma nova informação que antes não tinha.

Entendemos que os programas de educação oferecidos no mercado pelas instituições de ensino, sejam elas de nível universitário ou técnico, não atendem ao empresário que enfrenta um ambiente em contínua e acelerada mudança. São modelos institucionais rígidos que não estão alinhados às necessidades em curto prazo dos empresários. Em suma, o empresário deve modificar o seu conhecimento conforme se lhe apresentam novas situações e fatos de forma ágil e rápida para manter bem servidos e satisfeitos os seus clientes e garantir a sustentabilidade de seu negócio.

Visto sob outra perspectiva ainda, o empresário deverá compreender que a modificação do conhecimento exigida dele para a sobrevivência do seu negócio está permeada pela necessidade de aprimorar o conhecimento e a experiência de forma continuada e pela vida toda.

Este é o propósito das ferramentas que estarão à disposição do empresário no Programa IRON de Educação Continuada para que ele mesmo possa tomar as rédeas do seu desenvolvimento conforme a sua própria realidade e na medida em que os problemas do dia a dia e a sua própria percepção das necessidades dos seus clientes lhe indiquem quais os novos conhecimentos que devem ser adquiridos, testando-os rapidamente, pondo eles em prática de forma imediata.

01- O papel dos Instrutores

Entendemos que no processo de educação de adultos o papel das instituições de ensino assim como o do professor mudou.
• antes: transmitir conhecimento – estabelece regras do que e como deve ser aprendido
• hoje: modera o processo de aprendizagem (action learning, debate, coaching e mentoring) – eventualmente indica onde procurar o conhecimento.

Os instrutores do programa não serão apenas acadêmicos. Haverá muitos deles que trarão a sua experiência prática e vivida no mundo dos negócios.

02- Propósito

Este programa se propõe a oferecer ao empresário um meio de administrar seu itinerário de desenvolvimento contínuo conforme alguns eixos de desenvolvimento (entendidos como critérios de análise e decisão sobre o auto-planejamento do seu Life Long Learning). Tais critérios são:

  • Áreas de Conhecimento
  • Nível
  • Módulo
  • Competência
  • Categoria
  • Rating

Para encontrar uma descrição detalhada de cada critério, consulte o tópico mais adiante.

03- Rating

Trata-se de um indicador, nos moldes seguidos pelas agências internacionais de risco de investimentos, desenvolvido conforme algoritmo próprio que qualifica um curso, fornecendo um critério que provê mais liberdade de escolha e autonomia do empresário em relação a critérios por ele estabelecido para o seu processo de aprendizagem continua . Ele levará em consideração o prestígio e experiência do instrutor, a avaliação dos alunos, a demanda que o curso apresenta, o nível e o módulo em que o curso se insere. O Rating é a base de cálculo do preço que será cobrado pelo curso.

04- O conceito de IRON+Box

Daqui em diante deixaremos de usar a palavra curso. Ela será substituída pelo IRON+Box.

O IRON+Box é a unidade de aprendizagem ao redor do qual se organiza todo o Programa IRON de Educação Continuada. Ele tem uma representação gráfica na qual fica sintetizado todo o conteúdo e a estrutura do IRON+Box conforme os critérios mencionados ao descrever a construção do itinerário de aprendizagem.

Apenas para fins de compreensão, uma determinada disciplina poderá ter mais de um IRON+Box oferecido. Por exemplo: poderá estar sendo oferecida por professores diferentes o que, consequentemente, pode significar Ratings e preços diferentes; outro exemplo: a mesma disciplina pode estar sendo oferecida em idiomas diferentes.

O empresário desta forma poderá ter meios que lhe permitam tomar a decisão de que IRON+Box ele irá contratar de acordo com as próprias necessidades e disponibilidade.

05- Certificados

Alguns IRON+Box preveem uma avaliação de aproveitamento dos conhecimentos. Outros não.
Para os IRON+Box que não tem previsão de avaliação de aproveitamento, a cada 6 meses ou quando o empresário solicitar, será emitido um certificado indicando os nomes dos IRON+Box em que se matriculou desde a sua adesão ao programa, constando as respectivas horas previstas para cada curso.

Já para os cursos que preveem uma avaliação do aproveitamento, uma vez aprovado na avaliação será emitido um certificado inserindo os detalhes do IRON+Box e da avaliação.

06- Itinerário de aprendizagem e relatórios

O programa se encontra em estágio de desenvolvimento e avaliação de Produto Mínimo Viável portanto, ainda não disporá de todas as ferramentas que foram planejados para existir fornecendo mais serviços aos empresários que se inscreverem nele.

As informações que serão disponibilizadas por meio das ferramentas em desenvolvimento envolvem por um lado uma visão e relatórios sobre o que já foi realizado pelo empresário de fato e, por outro, somado a isto, uma visão do itinerário planejado pelo empresário para o seu desenvolvimento continuado.

Nestes casos, a informação será apresentada de acordo com o critério escolhido pelo empresário para a sua análise, envolvendo os parâmetros já descritos.

A título de exemplo, um relatório solicitado conforme o critério “Nível” poderia ser apresentado conforme descrito na figura ao lado.

Outro tipo de informação poderá ser apresentada mostrando tanto o realizado quanto o planejado que requer o desenvolvimento de uma interface gráfica ainda não disponível. Um relatório deste tipo deverá ser apresentado com uma imagem similar à que se segue:

07- Áreas de Conhecimento

Este critério aborda, de forma estratégica, as principais áreas de uma organização possibilitando ao empresário a aquisição de conhecimento necessário para a perenidade de seu negócio. Permitem uma maior autonomia no processo de construção de conhecimento do empresário em sua jornada de educação continuada personalizada. São seis eixos:

  • Negócios
  • TIC
  • Marketing
  • Administração
  • Produção
  • Conhecimentos Gerais

Cada área de conhecimento possui uma cor pela qual é identificada nos IRON+Box, conforme a legenda ao lado.

08- Nível

Este critério aborda os graus de conhecimento contemplados no conjunto de disciplinas ofertadas pelo Programa IRON de Educação Continuada. Permite ao empresário compreender o estágio que se encontra ao iniciar seu processo de aprendizado, bem como o seu desenvolvimento no decorrer de seu percurso de desenvolvimento. Seu objetivo é delimitar parâmetros para sua auto avaliação, estruturar a sua jornada de conhecimento, escolher o melhor caminho, autonomia em suas escolhas, e as exigências necessários para cada processo de aprendizado contínuo. São três eixos:

  • Iniciante
  • Intermediário
  • Avançado

09- Módulo

Este eixo de desenvolvimento (ou critério) aborda a aplicabilidade do tema da disciplina à realidade diária da gestão do negócio ou da área de responsabilidade do empresário. São três eixos:

  • Básico
  • Estratégico
  • Operacional

10- Competências desenvolvidas

Este critério aborda as competências principais que o IRON+Box se propõe a desenvolver no empresário. Há diversas formas de definir o termo “competência”. Veja mais adiante a nossa forma de interpretar esta questão.

O número de competências que procuram ser desenvolvidas no IRON+Box está limitada a 4 e serão mostradas por meio de ícones específicos para cada competência. São quatorze eixos:

  • Senso crítico
  • Raciocínio Lógico
  • Comunicação
  • Relacionamento interpessoal
  • Organização
  • Criatividade e Inovação
  • Flexibilidade
  • Cidadania
  • Pragmatismo
  • Pró-atividade
  • Visão estratégica
  • Essencial para todo profissional
  • Tema em discussão atual
  • Conteúdo específico e técnico

11- Categoria

Este critério se encontra num nível hierárquico inferior em relação às Áreas de Conhecimento e têm como principal função organizar as disciplinas em grupos. Cada um representa um tipo específico de conhecimento, informação ou conteúdo, podendo estar relacionados às abordagens cognitivas e experimentais ou às áreas funcionais da empresa. As categorias podem ou não ter uma conexão direta com determinadas áreas de conhecimento, tudo depende da abordagem operacional ou estratégica do IRON+Box. São quinze eixos:

  • Conhecimentos básicos
  • Raciocínio Lógico
  • Gestão de pessoas
  • Relacionamento com clientes
  • Melhoria de desempenho
  • Medição de resultados
  • Planejamento
  • Sistemas de gestão
  • Empreendedorismo
  • Transformação digital
  • Finanças e Contabilidade gerencial
  • Tecnologia e gestão de tecnologia
  • Operações
  • P&D
  • Tecnologias disruptivas

12- Método

Cada Iron+Box será oferecido em formato 100% gravado, presencial, on-line real time ou híbrido.

13- Metas de Aprendizagem

Cada IRON+Box ao ser apresentado indicará o número de aulas totais e a duração de cada aula. No programa de cada uma delas, o instrutor deverá indicar quais são as respectivas metas de aprendizagem, as ferramentas didáticas que se propõe a usar, a Bibliografia recomendada (incluindo sites, vídeos, artigos, podcasts, etc.) e uma descrição do conteúdo que será ministrado nela.

14- Descrição de cada Área de Conhecimento

Negócios: Conhecimentos que permitem ao empresário elaborar uma resposta estratégica para as constantes modificações do contexto por meio da análise das as áreas complementares dentro de uma organização. Destina-se ao empresário que procura um maior conhecimento das áreas estratégicas de uma empresa para maximizar as sinergias departamentais, uma abordagem sistêmica e interdepartamental do negócio.

TIC: Conhecimentos que permitem ao empresário uma melhor gestão das tecnologias existentes em uma organização, sua administração, as formas de potencializar o processo de presença digital dentro da empresa, e suas respostas as demandas existentes no mercado. Destina-se ao empresário que enxerga as tecnologias da informação como fundamental para o desenvolvimento de seu negócio, e a constatação que estes conhecimentos são parte estratégica de sua empresa

Marketing: Conhecimentos que permitem ao empresário uma melhor visão do mercado com o objetivo de identificar necessidades e desejos dos consumidores e a melhor forma de entrega valor aos clientes. Destina-se ao empresário que deseja uma visão estratégica do mercado para pensar em suas estratégias mercadológicas, o processo de criação e entrega de valor aos consumidores chaves de uma empresa.

Administração: Conhecimentos que permitem ao empresário melhorar os seus conhecimentos relativos ao andamento de um negócio, bem como a constatação que para o sucesso da empresa é necessária a adequada sinergia departamental, portanto, possibilita ao empresário a adequação equilibrada entre os recursos disponíveis da empresa, as necessidades do ambiente e a sua perenidade. Se relacionam com a gestão estratégica do negócio como um todo, bem como com as suas especificidades operacionais.

Produção: Conhecimentos que permitem ao empresário potencializar os seus processos produtivos ou logísticos relacionados aos seus produtos ou serviços. Foca fornecer uma maior eficiência e eficácia aos processos produtivos, já sejam de bens, de serviços ou de ambos os dois.

Conhecimentos Gerais: Conhecimentos que permitem ao empresário compreender a importância do conhecimento para melhorar o seu desenvolvimento pessoal e profissional, bem como as vantagens que estes podem trazer para potencializar os demais conceitos específicos voltados ao negócio. Envolve os conhecimentos básicos que possibilitam ao empresário a base para o desenvolvimento de saberes, tanto quanto a sua autonomia intelectual para o melhor desenvolvimento de suas atividades cotidianas.

15- Descrição de cada Nível

Essencial: é o conjunto de conhecimentos oferecidos no início de seu itinerário de educação continuada. São os saberes básicos de um conjunto de disciplina que permitem uma melhor adequação a sua necessidade de aprendizagem. Contemplam os conhecimentos básicos e introdutórios em relação a uma determinada área de conhecimento.
Intermediário: é o conjunto de conhecimentos ofertados para o empresário que já possuí certa experiência em determinadas habilidades do negócio, seja sua experiência prática ou conceitual. Contemplam conhecimentos em um grau mais avançado em relação as disciplinas apresentadas, e pressupões que o empresário conheça os conceitos básicos de determinadas disciplinas.
Avançado: é o conjunto de conhecimentos ofertados nos quais pressupõe um conhecimento prévio, avançado, um maior conhecimento de técnicas e estratégias, uma visão estratégica do negócio, e autonomia para compreender e aplicar conceitos e técnicas de gestão. Contempla o estágio mais amplo do grupo de disciplinas no itinerário de educação continuada.

16- Descrição de cada Módulo

Básico: conjunto de conhecimentos elementares na administração de uma empresa.
Estratégico: conjunto de conhecimentos relacionados aos aspectos estratégicos da administração empresarial.
Operacional: conjunto de conhecimentos que compõe rotinas e processos na operação da empresa.

17- Descrição de cada Competência

Senso crítico: É a capacidade de questionar e analisar de forma racional e inteligente. Através do senso crítico, o homem aprende a buscar a verdade questionando e refletindo profundamente sobre cada assunto. A palavra “crítica” vem do Grego “kritikos”, que significa “a capacidade de fazer julgamentos”. No sentido filosófico, o senso crítico prende-se com o desenvolvimento de uma consciência reflexiva baseada no “eu” (autocrítica) e no mundo.
Raciocínio Lógico: É uma organização ou estruturação de raciocínios que nos permite, de acordo com determinadas normas, chegar a uma conclusão ou resolver um problema. Existem três tipos de raciocínios lógicos: indução, dedução e abdução (raciocínio intuitivo). Relacionado com à nossa habilidade de encontrar o caminho correto para a resolução de um impasse ou, pelo menos, selecionar bem os caminhos através dos quais as adversidades possam ser superadas. O raciocínio lógico matemático auxilia em grande medida no desenvolvimento desta competência.
Comunicação: As atividades empresariais exigem relacionar-se direta e indiretamente com pessoas. Desenvolver a capacidade de transmitir opiniões, ideias e conceitos de forma a ser compreendido sem distorções por tais pessoas é essencial para o sucesso empresarial.
Sem distorção significa não dar margem a interpretações diversas daquela que quem transmite de fato deseja transmitir.
Relacionamento interpessoal: É a ligação, conexão ou vínculo entre duas ou mais pessoas dentro de um determinado contexto. Se dá por meio da troca intensa de conhecimentos e emoções. Elementos como empatia e respeito são fundamentais.
Profissionais que fazem parte de grupos harmônicos trabalham em maior sintonia também, pois se conhecem e se respeitam mutuamente, o que torna o desempenho individual e o trabalho em equipe muito mais proveitoso permitindo maximizar a capacidade produtiva.
Organização: É a capacidade que o indivíduo possui de estruturar suas atividades e atuar dentro de contextos definidos em padrões que suportem a execução das tarefas. A organização também mensura a eficácia com que o profissional define as suas tarefas racionalizando o uso de recursos, promovendo a qualidade de sua execução. Está relacionada ao foco no resultado e prevenção contra a geração de desperdícios de recursos de qualquer tipo. Deve levar em conta a interação com outras pessoas, equipamentos e sistemas.
Criatividade e Inovação: Criatividade e Inovação têm significados diferentes mas estão intimamente relacionados. Definimos criatividade como a capacidade de encontrar ou descobrir novas soluções para um problema. É o surgimento de algo novo. Exige possuir e desenvolver a imaginação para poder questionar o preestabelecido. Enquanto a criatividade tem a ver com o ato de criar algo, a inovação tem a ver com o que se faz com aquilo que se criou. A ideia representa uma produção mental e, conforme começa a ganhar corpo e sair do mundo teórico, o processo de inovação se inicia. Pode-se dizer, então, que a ação é o que transforma criatividade em inovação. Inclui a capacidade de possuir raciocínio abstrato elaborando hipóteses fazendo ligações abstratas entre conceitos, oferecendo soluções para problemas difíceis e complexos.
Flexibilidade: Significa estar aberto a novas ideias e apto a responder prontamente por mudanças.
Envolve a capacidade de ser resiliente.
Cidadania: É a capacidade de agir pessoal e coletivamente de acordo com princípios éticos e morais. Envolve a percepção de geração de valor para a sociedade enquanto se gera valor para a organização concomitantemente. Sustentabilidade e inclusão são conceitos intimamente ligados ao conceito de cidadania, assim como o respeito a liberdade individual e aos princípios que regem as democracias.
Neste contexto, inclui também a capacidade do indivíduo de interagir com pessoas, e de fomentar tal interação, em ambientes de diversidade religiosa, ideológica, de gênero, em geral, de opinião.
Pragmatismo: É a capacidade de adaptar-se às circunstâncias com considerações de ordem prática, realista e objetiva. No âmbito da gestão, privilegia o foco na obtenção de resultados superando eventuais obstáculos.
Pró-atividade: É a capacidade e a disposição de tomar a iniciativa e agir de forma independente. Envolve a procura sistemática do indivíduo de fazer além do que apenas o que se espera dele.
Visão estratégica: É a capacidade de pensar no futuro, de identificar prioridades e eventuais oportunidades realizando ações no presente para atingir metas e objetivos de longo prazo. Exige possuir visão sistêmica para entender o todo a partir da análise de suas partes, identificando como estas se inter-relacionam e como funcionam de maneira integrada.
Essencial para todo profissional: Não se trata de competências a serem desenvolvidas mas uma chamada de atenção quanto a natureza do conteúdo e dos objetivos pedagógicos propostos pela disciplina em questão.
Tema em discussão atual: Não se trata de competências a serem desenvolvidas mas uma chamada de atenção quanto a natureza do conteúdo e dos objetivos pedagógicos propostos pela disciplina em questão.
Conteúdo específico e técnico: Não se trata de competências a serem desenvolvidas mas uma chamada de atenção quanto a natureza do conteúdo e dos objetivos pedagógicos propostos pela disciplina em questão.

18- Descrição de cada Categoria

Este critério se encontra num nível hierárquico inferior em relação às Áreas de Conhecimento e têm como principal função organizar as disciplinas em grupos. Cada um representa um tipo específico de conhecimento, informação ou conteúdo, podendo estar relacionados às abordagens cognitivas e experimentais ou às áreas funcionais da empresa. As categorias podem ou não ter uma conexão direta com determinadas áreas de conhecimento, tudo depende da abordagem operacional ou estratégica do IRON+Box.
São quinze eixos:

Conhecimentos básicos: É o conjunto de informações e habilidades essenciais acumulados ao longo do tempo e através de diversos meios. Em geral são conhecimentos mais genéricos que servem de base para a cognição, a inteligência e a compreensão de conhecimentos mais especializados. Estão contidas nos conhecimentos básicos disciplinas como Redação, Matemática, Informática, Ética, Criatividade, Comunicação, Estatística, Economia, entre outras.

Raciocínio Lógico: É caracterizado por uma operação lógica discursiva e mental, a qual é necessária para organizar dados (imagens, palavras ou números) através do uso de premissas a fim de alcançar uma conclusão. Isso significa desenvolver no indivíduo visão crítica e senso argumentativo para criar, interpretar, responder e explicar situações problemas cotidianas. Compõe as disciplinas de Raciocínio Lógico matérias como Lógica, Visão Crítica e Capacidade Analítica.

Gestão de pessoas: Aborda estratégias e técnicas baseadas na psicologia organizacional que têm como objetivo valorizar e desenvolver o capital humano nas empresas. Os principais caminhos para isso são a melhoria da comunicação interna e a capacitação dos colaboradores, mantendo-os motivados e com foco no propósito da empresa. As disciplinas dessa categoria são indicadas ao empresário que busca melhorar: Cultura Organizacional, Liderança, Políticas, Comunicação, Comunicação Corporativa, Relacionamentos, RH, Recrutamento, Treinamento, Employee Experience, Endomarketing e Workplace.

Relacionamento com clientes: Compõe as estratégias, abordagens e disciplinas representativas dos diversos canais pelos quais a organização pode se comunicar e se relacionar com seu consumidor em potencial. A promoção dos produtos e serviços é um dos componentes do Mix de Marketing e representa a principal via de interação entre o cliente e a empresa. Inclui disciplinas tais como: Atendimento, Customer Experience, Branding, Mix de Marketing, Pricing, Marketing de Serviços, Marketing Cultural, Publicidade, Assessoria de Imprensa, Relações Públicas, Identidade Visual, Design, Promoção, Eventos, Audiovisual e Gamification.

Melhoria de desempenho: É caracterizado por uma busca permanente da melhoria de desempenho em todos os processos internos e externos da empresa, independentemente da sua área de atuação. A produtividade é o indicador mais importante da competitividade e da maturidade de uma organização. Dentro desse conceito o empresário pode se capacitar em disciplinas como Produtividade, Inovação, Processos, Tomada de Decisão, Co-Criação, Métodos Ágeis, Crowdsourcing.

Medição de resultados: É caracterizado pela ação de reunir e organizar dados para consolidar informações e tomar decisões assertivas, especialmente se levarmos em conta a grande profusão de dados coletados e armazenados nas diversas ferramentas digitais de gestão, operação e comunicação disponíveis no presente. O conceito de Data Driven diz respeito a empresas orientadas a/por dados em todas as suas instâncias e esferas. As Disciplinas dessa categoria estão vinculadas a Analytics, Business Intelligence, Pesquisa de Mercado, Marketing Analítico, Avaliação de Desempenho.

Planejamento: É caracterizado pela organização das ações que se derivam da compreensão dos fatores internos e externos que atuam sobre o desempenho geral do negócio. Planejar é a atividade mais importante para desenvolver uma empresa madura e sustentável. É através do Planejamento que se decidem os rumos para a organização. As Disciplinas relacionadas a Planejamento permitem ao empresário o entendimento de Cenários, Megatendências, Business Plan, Business Model Canvas, Blue Ocean Strategy, BPM, entre outras.

Sistemas de gestão: É caracterizado pela atenção requerida e as consequentes decisões necessárias referentes a uma série de processos estratégicos e operacionais, tanto internos quanto externos. Para conduzir esses processos sistemáticos em cada departamento e sinergicamente na empresa como um todo, existe uma série de técnicas, métodos e diretrizes que garantem a padronização, a eficácia e a constante melhoria. Nessa categoria o empresário irá obter conhecimentos e práticas sobre disciplinas como Gestão Estratégica, Gestão do Conhecimento, Governança, Compliance, Gestão de Projetos, Gestão Ambiental, Gestão da Qualidade, Negociação, Outsourcing e Sustentabilidade.

Empreendedorismo: É caracterizado pela autorrealização obtida a partir de uma oportunidade identificada ou da criação de uma solução inovadora para algum problema existente. Com frequência é tida como sinônimo de iniciar um negócio próprio, mas não se limita apenas a esta condição. Envolve e inclui as diversas ações de assumir, melhorar e ampliar um negócio já existente. As Disciplinas da categoria empreendedorismo tem como objetivo proporcionar informações sobre Empresas familiares, Startups, Gestão, Capital Venture etc.

Transformação Digital: É caracterizado por ser um processo contínuo e acelerado de mudanças de mentalidade e comportamento na direção das tecnologias digitais. Ela envolve todos os aspectos da sociedade e provoca mudanças profundas na forma de gerenciar empresas de todos os portes. As disciplinas dessa categoria permitem ao empresário obter conhecimentos sobre Presença Digital, PaaS, Modelos de Transformação, Indústria 4.0, SmartCities, BioTech, EdTech.

Finanças e Contabilidade gerencial: É caracterizado pelas atividades voltadas à manutenção, registro e melhoria da saúde financeira da empresa. Muitos empresários são especialistas no core-business do negócio, porém não possuem os conhecimentos básicos de Finanças e Contabilidade. As principais Disciplinas dessa categoria são Escrituração, Livros Contábeis, Receitas, Custos e Despesas, Regimes Contáberis, Balanço Patrimonial, Patrimônio, Capital, Contabilidade Gerencial.

Tecnologia e gestão de tecnologia: É caracterizado pelas exigências impostas ao trilhar o caminho da digitalização nas empresas. É uma realidade inexorável, portanto, é essencial contar com habilidades e conhecimentos a respeito das diversas tecnologias. Essa categoria de disciplinas capacita o empresário no entendimento dos conceitos e aplicações de Redes, Automação, Cloud Computing, Big Data, Segurança da Informação, SaaS, Robôs e Drones, Assistentes Pessoais, UX / GUI, entre outros.

Operações: É caracterizado pelos processos das diversas áreas funcionais de uma empresa de produtos ou serviços, tais como Compras, Almoxarifado, Dpto Pessoal, Jurídico, Comércio Exterior, Comercial / Vendas, Logística / SupplyChain, Processos Gerenciais, Controle Produção, Controle de Estoque, DropShipping etc.

P&D: É caracterizado por qualquer esforço da empresa para obter informações relevantes (Pesquisa), para então empenhar, alocar e usar recursos para criar algo novo (Desenvolvimento) e ampliar os resultados. Ambos os processos estão ligados à inovação porém não necessariamente relacionados com questões de tecnologia, podendo então ser implementados por empresas de qualquer porte e atuação. A disciplina Pesquisa & Desenvolvimento permite ao empresário articular novidades, aperfeiçoar os produtos e serviços e otimizar a competitividade da organização.

Tecnologias Disruptivas: É caracterizado pelas inovações que causam disrupção, ou seja, transformam a realidade com resultados e impactos que até então não tinham sido previstos. A inovação acelerada e a Transformação Digital provocam disrupção em diversos mercados estabelecidos. Empresas com estruturas, processos e tecnologias diferentes do tradicional mesclam setores até então impensados e, com isso, modificam severamente toda a Cadeia de Valor. Para o empresário compreender as tecnologias e modelos de negócios disruptivos com alta escalabilidade exponencial, ele conta com as Disciplinas Internet of Things, Blockchain, IA, Machine Learning, Realidade Aumentada, Realidade Virtual, Sensores e Beacons.

19- Método

Cada Iron+Box será oferecido em formato
• on-line gravado
• on-line ao vivo
• presencial
• híbrido

20- Metas de Aprendizagem

Cada IRON+Box ao ser apresentado indicará o número de aulas totais e a duração de cada aula. No programa de cada aula, o instrutor deverá indicar quais são as metas de aprendizagem de cada aula, as ferramentas didáticas que se propõe a usar, a Bibliografia recomendada (incluindo sites, vídeos, artigos, podcasts, etc.) e uma descrição do conteúdo da aula.

Adquirir conhecimento: de forma autônoma, crítica, analítica e sistêmica dos conteúdos apresentados tanto dentro do contexto do ambiente IRON de aprendizagem continuada, como no próprio contexto de negócios. Capacidade de “ler” o contexto com autonomia. Envolve usar os sentidos (ler, ouvir ver, sentir cheiros e sensações táteis) para lembrar, relacionar com outros conhecimentos adquiridos e entender fenômenos e teorias.

Interpretar: os conteúdos apresentados no contexto do ambiente IRON de aprendizagem continuada, estabelecendo relações com a sua própria realidade de negócios e conhecimentos prévios. Extrair conteúdos de forma direta ou indireta para garantir sua autonomia na condução de um negócio.

Aplicar conhecimento: colocar em prática em situações específicas os conteúdos apresentados no contexto do ambiente IRON de aprendizagem continuada para resolução de problemas táticos ou operacionais. Criar relações entre conceitos, teorias e prática de negócios.

Analisar: situações do ambiente de negócios, estabelecer relações entre teoria e prática, construir cenários, mapear problemas empresariais para manter a perenidade de um negócio. Dividir a informação em partes relevantes e irrelevantes, importantes e menos importantes e entender a inter-relação existente entre as partes.

Avaliar criticamente: julgar opções com base em critérios qualitativos e/ou qualitativos, aplicáveis a uma determinada situação, analisando os seus pontos favoráveis ou não.

Resolver problemas: tendo como base os conceitos extraídos no contexto do ambiente IRON de aprendizagem continuada, estabelecendo relações com a sua própria realidade de negócios e conhecimentos prévios, ser capaz desenvolver e propor soluções a problemas específicos. Exige a capacidade de sintetizar conceitos e desenvolver ideias novas e originais.

Tomar decisões: tendo como base os conceitos extraídos no contexto do ambiente IRON de aprendizagem continuada, estabelecendo relações com a sua própria realidade de negócios e conhecimentos prévios, desenvolver e analisar alternativas, criar cenários com as possíveis consequências, identificar riscos para tomar decisões visando garantir a perenidade de um negócio.

Relacionar-se: distinguir entre trabalhar em grupo e trabalhar em equipe, no contexto do ambiente IRON de aprendizagem continuada, estabelecendo relações com a sua própria realidade de negócios e conhecimentos prévios, para trabalhar com outras pessoas gerando sinergia.

Expressar-se: seja de forma escrita ou oral de forma adequada para comunicar-se com outras pessoas (colaboradores, stakeholders, clientes, investidores, etc.) e atingir o objetivo desejado.